Copos de Leite fazem parte das minhas memórias afetivas

Olá!

Tudo bem por ai? Tomata que sim!

Escolhi para esse domingo uma flor que me leva aos meus primeiros anos de vida.

A casa da minha vó, onde vivi grande parte da minha infância, tinha um belo jardim na frente e quintal grande com frutas, parreira e galinheiro.  Os Copos de Leite é uma das plantas que me recordo ter visto por lá.

Nas minhas lembranças só aparecem Copos de Leite brancos, o nome inclusive aponta para isso não é mesmo?…

 …Mas, descobri que, assim como existem hoje leite de várias cores e sabores, também existem Copos de Leite de cores diferentes: “O copo-de-leite colorido é originário da variedade Zantedeschia aethiopica (o conhecido copo-de-leite branco). As novas cores são obtidas em laboratório, com o processo de alteração genética.” (Informações que copiei daqui)

 Parece ser uma planta relativamente fácil de ser cultivada: “Tanto em vasos, como em canteiros, o copo-de-leite precisa ser plantado em local que receba sol pleno somente durante a metade do dia, pois não suporta sol direto o dia todo. O espaçamento ideal para o plantio dos bulbos é de 20 cm entre as plantas. As flores se abrem cerca de 60 a 90 dias após o plantio dos bulbos e se mantêm por cerca de 30 a 40 dias. Uma das razões para o sucesso dessa planta é, justamente, sua durabilidade em vasos e arranjos florais. Além de florescer o ano todo, pode atingir até 90 cm de altura, desde que plantada em solo fértil e receba a devida proteção contra o excesso de sol. A rega é importante e deve ser frequente para que o solo fique constantemente úmido.” (Dicas que copiei daqui).

Pronto, tá feito o “estrago”, mais uma que deu vontade de ter aqui em casa 🙂

Tomara que vocês tenham gostado.

Desejo que este seja UM BOM DOMINGO PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!

Abraços!

Neusa, a Vó.

Lembrando que, como sempre, clicando nas imagens vocês chegaram os lugares de onde as recolhi.

Anúncios

4 comentários sobre “Copos de Leite fazem parte das minhas memórias afetivas

  1. Neusa! Eu nunca tinha visto copos de leite de outras cores, a não ser branco. Fiquei até emocionada vislumbrando os copos-de-leite violetas (roxos)… Coisa mais linda!
    A última vez que fui na casa da minha vó fiz umas fotos bem no amadorismo, mas elas significaram muito pra mim. Uma essência diferente olhar para os vasos de minha vó e reparar que desde minha infância eles estavam lá, sempre cheios de vida e o que me ocorreu é que com o passar do tempo eles não são mais tão vivos como antes. Há dois vasos lá praticamente sem vida, mas vejo que minha vó insiste regando… sem dizer uma palavra. E ali ficou em mim uma sensação triste e ao mesmo tempo real… minha vó está envelhecendo, e aquelas mãozinhas suaves, por mais suaves e bem feitoras que sejam não são capazes de fazer aquelas plantas renascerem como antes. Eu também não sou capaz de sentir minha vó com tanta vida como antes…
    Mas, como digo, a vida recomeça sem terminar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s