Crias recém-paridas

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!

Como eu disse outro dia, passei por uma fase de mais parir as crias artesanais que de falar ou escrever para o Blog. Fiz coisas que aqueceram o meu coração e que, espero, vocês também gostem e se inspirem.

Bordar e não apenas bordar, mas bordar palavras tem me encantado…

DSCF7872

Começo por esse Panô que é muito especial. Mais uma vez bordei esse mantra, a pedido da minha filha, para uma amiga nossa. Fiz com maior carinho e se tornou ainda mais importante pelo momento que essa amiga está passando. Irá para o novo lar carregado de boas energias e carinho. As palavras desse mantra estão relacionadas aos sentimentos de Compaixão – Humildade – Amor –  Gratidão. 

DSCF8086 DSCF8085

DSCF8317

O Poeta Sergio Vaz é uma constante fonte de inspiração. Me identifico com seus versos e admiro sua capacidade de espalhar poesia pela periferia de São Paulo. Acredito mesmo que bordar suas palavras me torna uma pessoa melhor. Quem não conhece o trabalho desse grande poeta pode começar a se aproximar dele a partir do seu blog ou Facebook. Que conhece a Cooperifa nunca mais verá a vida do mesmo jeito.

DSCF8305

 Conheci o trabalho do Bruno Torturra durante as manifestações de 2013. Ele tem posições firmes, discordo de muitas delas, mas gosto de acompanhar seu trabalho. Me provoca, me faz pensar sobre que mundo é esse em que estou vivendo. Resolvi bordar essa frase por total identificação. O Torturra está no Facebook, mas, cuidado, suas ideias não tem nada de senso comum, podem assustar porque nos convida a sairmos de nossas zonas de conforto.

DSCF8309

Guimarães Rosa é outro que não me canso de perseguir. Ainda não sei se compreendo tudo, mas é cada vez mais encantador para mim.

Mas a vida também precisa de um pouco de leveza né…

DSCF8324

A homenagem a cidade que escolhi para viver é uma constante que não me canso de repetir.

DSCF8333

Chico Buarque não precisa de explicações… é simplesmente encantador, sempre!!!! Para esse panô me inspirei num desenho que vi no Instagran.

Agora atenção, as duas próximas crias podem ser consideradas impróprias para menores…

DSCF8322

Às vezes é o que nos resta constatar…

DSCF8315

Nesse caso, romanticamente no melhor dos sentidos 🙂

Calma, calma… Também tenho meus momentos de meiguice .

DSCF8271

O colorido foi escolha minha, a frase, que é bastante conhecida nas Redes Sociais, foi um pedido de uma nova amiga.

Mas nem só de Panôs vive essa Vó né….

A frase sobre os quatro cantos da casa ganhou também uma versão “almofada”

DSCF8295

DSCF8293

E teve mais almofada fofa. Dessa vez para os apaixondados por gatos:

DSCF8297

DSCF8299

Esta com detalhes em marrom e estampa de gatos pra todo lado.

E, mais uma, como o mesmo bordado, em algodão cru e o tecido de gatinhos nos detalhes

DSCF8359

DSCF8361

Dá para entender que essa foto ai de cima é das “costas” da almofada?

E já que estamos falando com os amantes de gatos… fiz esse ai de baixo para minha filha dar de presente de aniversário para a filha de um casal de amigos dela e do marido.

DSCF8094

Gostaram? Tomara que sim!

Eu andei fazendo também coisas aqui pra casa… mas isso é assunto para um próximo post.

Desejo de coração que esse seja UM BOM DIA PRA TODO MUNDO DO MUNDO TODO.

Abraços

Neusa, a Vó.

Anúncios

Se é para errar, que ao menos, sejamos originais

Olá!

Tomara que tudo esteja bem por ai.

Tipo assim, nos últimos dias eu mais pari crias que escrevi ou falei… Parecia não tinha nada pra dizer que pudesse interessar a quem quer que fosse. Acho que todo mundo passa por fases assim, uns mais outros menos.

Mas, não falar e não escrever não significa não pensar né?!

Enquanto estou a parir minhas crias artesanais um monte de coisas vai passando pela cabeça… Lembranças e ideias que nem sempre estão diretamente conectadas umas com as outras. São pensamentos soltos… Mas, que no fundo, vão me indicando alguns novos caminhos possíveis.

Uma das lembranças que me veio à cabeça nesses dias de clausura foi a de que por muito tempo usei essa música  com alunos do ensino fundamental e médio. Sempre achei que era uma boa e descontraída forma de começarmos a estudar história.

Afinal, não é isso mesmo?… “Nada do que foi será / De novo do jeito que já foi um dia” e, ao mesmo tempo, se não tomarmos cuidado, estaremos sempre repetindo erros que podem nos fazer cada vez mais mal(ou seja, as consequências nunca serão iguais). Isso vale para tanto para nossas histórias pessoais como para as da coletividade .

Outro papel importante de nossas memórias históricas é o de nos ajudar a perceber, especialmente em momentos de crise, baixo astral e dúvidas, que, em geral, vivemos no presente situações melhores do que muitas vividas no passado. Vamos combinar que isso é quase uma regra, ainda que o no presente tenhamos que conviver com as perdas e o acúmulo de responsabilidades.

Por isso  importância de não abrirmos mão do nosso passado individual e/ou social. Guardar o passado em algum canto da memória, não para nos torturarmos, mas para podermos seguir em frente de cabeça erguida e com a vantagem de que os erros, que com certeza continuarão a ser cometidos, sejam novos erros e não cópias mal feitas dos já vividos. Se é para errar, que ao menos sejamos originais 🙂

Ah! Claro que vou mostrar as crias… Aguardem o próximo post. Mas, a título de provocação, aqui vai um aperitivo

DSCF8085

Desejo que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO.

Abraços

Neusa, a Vó!

Caipirando

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!

Esses foram dias de poucos novos projetos. As ideias até vinham na cabeça, mas o corpo não se mostrava disposto a colaborar. Mesmo assim consegui terminar de parir três crias que, na minha modesta opinião, ficaram lindas.

Deixem-me confessar uma coisa. Desde que voltei a fazer artesanato cotidianamente, tenho pensando muito sobre o tipo de trabalho que me dá mais prazer em fazer. Não no sentido do tipo e produto. Se gosto mais de fazer bonecas, bichinhos, roupas, bolsas ou colchas. Não é isso! Ou melhor é isso!Gosto de fazer tudo ao mesmo tempo agora. Mas é na questão do estilo que tenho me concentrado.

Comecei a prestar mais atenção em quais os trabalhos que, depois de prontos, me davam mais prazer.  Quais crias se tornavam as mais amadas.Tenho certeza que quanto mais brejeiras, quanto mais jeitão de “caipira” a cria, mais satisfação ela me dá.

Já disse em algum momento aqui no Blog que sou uma pessoa urbana, nunca morei em fazendas ou sítios, nunca vivi em cidades muito pequenas e, infelizmente, ainda não conheço quase nada do interior do nosso Brasil, mas é impressionante a identidade que tenho com tudo que diz respeito à estética visual brejeira, estilo que costumamos chamar de “caipira brasileiro”. Não estou falando do sertanejo universitário, muito menos dessa onda country que anda fazendo sucesso entre nós, inclusive entre nosso artesanato. Estou me referindo ao jeitão das gentes dos rincões desse nosso Brasilzão.

Já fiz aqui no blog pelo menos dois posts sobre esse assunto, aqui e aqui. af963-joc3a3ourban12 casa06 As cores, as misturas de objetos, as plantas nos jardins rústicos e sem planejamento me deixam fascinada e quanto mais próximas desse universo ficam as minhas crias mais eu gosto delas.

Quero pesquisar, conhecer mais e melhor artistas, fotógrafos, todo mundo que com sensibilidade tem conseguido registrar/ traduzir para quem, não vivendo nesse universo, se encanta por ele.

Na verdade, quero mais… assim que puder, eu que pouco viajei na vida, quero começar a conhecer esse meu Brasil Brasileiro. Enquanto vivemos tempos que muitos estão conseguindo fazer viagens internacionais, antes nunca pensadas, eu quero poder conhecer nossas festas populares, nosso artesanato brejeiro, nossas casas sertanejas, etc… etc… etc…

Enquanto não faço minhas viagens geográficas, vou praticando viagens artesanais a esse mundo de cores e formas que não obedecem à regras ou modismos.DSCF7824 (2) DSCF7819 (2) DSCF7841Bordar Guimarães e o mapa do Brasil; Enfeitar com chitas, fuxicos, sianinhas e fitas. Tudo sempre muito colorido. Amo!!!!

Essa está sendo a minha forma de chegar perto desse mundo que me encanta.

Hoje, vou ficando por aqui. Desejo que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!

Abraços

Neusa, a Vó!

Ah! Antes de ir, um agradecimento aos deuses pela chuva que está caindo por aqui.

Enfeitamento é o que se vê por aqui: agora é a vez da cozinha e da garagem

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!

Com o inverno chegando de mansinho aumenta a vontade de ficar encolhida em baixo das cobertas, certo? Ao menos por aqui isso está ERRADO!!!

Me empolguei com mas mudanças que fiz na minha sala (quem quiser ver/rever é só clicara aqui) e resolvi continuar a cuidar mais da casa.

DSCF7769

Pois é! Cozinha e garagem também andam meio derrubados por aqui.

Em 2011 eu até andei dando uma enfeitada na cozinha. Os antigos, e sem porta,  armários de aço que tenho ganharam pequenas bandeirinhas que lhes deram um novo charme.

Armários da cozinha 2011

Uma montagem do antes e depois mostrava bem a diferença que pequenos detalhes podem fazer.

Armários da cozinha 2011_3

Viés e pequenos retalhos sempre fazem milagres, na minha opinião.

A cozinha ficou bem mais alegrinha naquela época

Armários da cozinha 2011_2

Armários da coxinha 2011_3

Mas agora deu vontade de mudar de novo. Acho que me empolguei com as cortinas que fiz para a cozinha da casa do meu filho/nora/netos…

DSCF7722 (2)

Confesso que adorei o resultado, a cozinha da família que já estava linda ficou ainda mais charmosa com as “minhas” cortinas 🙂

Então, agora os meus armários também vão ganhar cortinas. Me aguardem!

Outro lugar que, desde que mudei para essa casa, nunca ficou decentemente organizado é a garagem. E eu devo mesmo ser muito cara de pau, porque trata-se de um espaço totalmente visível da rua.

Garagem 2012

Além de servir para guardar o carro, a pobre garagem já foi um verdadeiro depósito de tralhas.

Atualmente ela anda servido de oficina. Lá estão guardadas minhas ferramentas, furadeira, serra, lixadeira, a escada “ninja”, etc… etc…

DSCF7761 (2)

Eu fiz uma espécie de bancada para poder serrar, lixar, pintar…

DSCF7759 (2)

Mas, com novos projetos na cabeça (isso também merece um “me aguardem!), essa bagunça toda vai desaparecer.

DSCF7769

Tomara que eu consiga dar conta da meta. Os tecidos para as cortinas já estão separados e assim que eu terminar de escrever esse post vou lá para a garagem “carregar” pedras e logo logo vocês verão aqui o resultado dessa minha fase de  mudanças. Por favor, torçam por mim!

Gente, sobre a gaiola ali da foto: não, eu não tenho passarinhos presos aqui. Aliás, não gosto de ver passarinhos presos. Tenho uma filha com nome de pássaro e ia detestar ver ela presa numa gaiola. Essa ai estava abandonada na casa do filho, do tempo em que eles tentaram ter uma calopsita, ia pro lixo e eu resolvi pegar ela para mim. Estou pretendendo encher ela de plantas.

Como vocês podem ver, esse não é um post de “antes e depois” é só de “antes” mesmo.  O bom de mostrar aqui é que não dá pra voltar atrás e deixar tudo como está não é mesmo? Terei que manter a minha palavra diante de vocês. Então bora começar.

Espero que este seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!

Abraços!

Neusa, a Vó

O encantado mundo dos trabalhos artesanais

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!!!!

Retomando um tema já tratei que já tratei aqui, quero reafirmar uma sensação que está cada vez mais forte : vivendo num mundo das comidas rápidas, dos drive thru… mundo em que se pode encontrar e comprar tudo num simples click na tela do computador e, claro, informando o número do cartão de crédito… mundo da objetividade dos “vale presentes”…  Eu realmente me sinto privilegiada de poder experimentar o sentimento mágico que me domina cada vez que desenvolvo crias que levam dias para serem paridas, que me ocupam, me inquietam e me alegram durante o tempo que dedico a elas, seja para presentear os amigos, seja para atender  pedidos de gentes que também conhecem esse prazer.

DSCF5680

Desenvolver e executar projetos de trabalhos artesanais é realmente algo que me aquece o coração. Ao observar uma cria depois de pronta me sinto em paz e, ao mesmo tempo cheia de vontade de começar tudo de novo.  Deve ser por isso que sempre me sinto impelida a estimular as pessoas a viverem essa experiência.

Enquanto  estou “parindo”, me abro para um mundo fascinante, onde posso imaginar histórias para cada uma das minhas crias: Como serão recebidas? A quem irão alegrar? Onde irão viver? De que histórias irão fazer parte? É mágico poder me envolver com os porquês de cada uma.

DSCF7177

Quero mostrar e contar para vocês algumas histórias de crias que estiveram alegrando meus dias e já seguiram seus rumos. Foram fazer história em outros cantos e corações.

Para começar, este bonecão de quase um metro de altura. Ele vai percorrer as casas de cada um dos pequenos alunos de uma parceira de projetos lúdicos, criativos e emocionantes. Uma sensação incrível saber que algo que minhas mãos criaram vai fazer parte do aprendizado, portando da história, mais de trinta famílias.
DSCF7237

Já panô ai de baixo foi morar em Minas Gerais. Presente para o “seu” Joaquim que acabou de completar 90 anos. Não o conheço pessoalmente mas ele é pai de um amigo que chegou a pouco na minha vida e que foi logo conquistanto meu coração com sua lindas e cativantes histórias. A família fez do trigo o seu ganha-pão e eu, inclusive, ando com saudades dos biscoitos enroladinhos que o Pedro costuma nos trazer quando vem de Congonhas visitar os amigos em Piracicaba.

DSCF7359 (2)

Os móbiles de passarinhos foram gerados especialmente para presentear duas amigas, mãe e filha, com quem eu e minha filha fomos nos encontrar dia desses. Uma bela tarde de boas e carinhosas conversas.

DSCF7375

Presentear os amigos quando os recebo ou quando me recebem é uma prazer do tamanho do mundo. Enquanto as crias vão sendo paridas, histórias de nossas vidas vão sendo revividas.

DSCF7384

Finalmente essa caixinha, uma das mais queridas dos últimos tempos.

DSCF6803

Para mostrar o charme dela quando fechadinha “borrei” os nomes da tampa.

DSCF6783 (3)

Detalhe da lateral…

DSCF6792

Vocês devem estar se perguntando, mas afinal o que é isso?

Calma… calma… que já conto…

Mas, antes, vejam ai o colorido do verso dos cartõezinhos

DSCF6798 (2)

Agora sim!

Trata-se de uma caixinha contendo trinta cartõezinhos com frases amorosas…

DSCF6796 (2)

E o amor também pode ser divertido né…

DSCF6791 (2)

Pois é… Uma cria pra lá de romântica. Feita a pedido de um jovem namorado “romântico das antiga” como ele mesmo se definiu.

Agora me digam: dá para esquecer um carinho desse? Quem ganha não esquece e quem cria também não. Repito, um privilégio poder fazer parte de histórias assim.

Gostaram? Já ganharam ou presentearam com coisas assim? Tomara que sim! Porque quem ainda não experimentou a sensação de presentear com algo feito com as próprias mãos, ou que tenha sido feito especialmente a seu pedido, precisa urgentemente viver essa experiência. Seus presentes nunca mais serão os mesmos 🙂

Vocês, ao aos poucos, vão se acostumar com o meu eterno retorno a esse assunto. As possibilidades do “Faça você mesmo” e do “Compre de quem faz” realmente tocam o meu coração.

Antes de me despedir, vou contar um segredo e fazer um pedido.  Estou pensando em preparar um presente especial para os seguidores do blog. Então, quero convidar quem ainda não se inscreveu para receber as atualizações do Blog a fazer isso. Vocês não vão se arrepender, eu garanto!

Vou ficando por aqui torcendo para que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!!!!

Abraços

Neusa, a Vó!

Minha sala! Do jeito que eu posso, do jeito que eu gosto.

Olá!

Tomara que tudo esteja bem por ai!!!!

Mostrei outro dia aquele monte de flores de papel que fiz seguindo um PAP e que acabei usando para enfeitar a minha sala. Me empolguei e resolvi mudar mais coisas por lá.

Mas, antes de mostrar o que andei fazendo, deixa eu comentar uma coisa.

Descobri que a casa em que moro, embora seja maior que muitas casas e apartamentos por ai, é considerada MUITO  pequena pelos arquitetos e decoradores de plantão em muitos blogs e sites por ai.

Por que estou dizendo isso?  Porque outro dia, pesquisando para postar aqui no blog encontrei uma proposta de “decoração para pequenos apartamentos” em que a sala media 35m2…  Parei… reli… pensei que tinha lido errado… Mas não, a sala considerada pequena tinha quase a medida de muitos apartamentos comercializados hoje em dia no Brasil.

Para mim a questão é: não havia no texto uma crítica ao fato de as pessoas estarem, cada vez mais, vivendo como sardinhas em lata… Nada disso!

O fato é: existe um seguimento de publicações que simplesmente ignora determinadas realidades. A maioria dos editoriais mostram “pequenos espaços” que para muitos de nós não tem nada de “pequenos”. Para que público são produzidos esses editoriais? Que tipo de mentalidade (ou frustração) querem impor?

Agora sim, volto para minha sala, que para os padrões de muitos é minúscula, tão pequena que costuma ser ignorada, e para outros milhares – que inclusive acabaram de comprar seus apartamentos e também são, portanto, consumidores – está de bom tamanho.

DSCF7502 Não me perguntem por que uma das medidas ficou de cabeça para baixo… acho que nem Freud explica 🙂

Esse meu espaço já esteve meio abandonado… 005 …Na verdade antou tão abandonada que nem fotos eu tenho. Encontrei apenas essa ai de cima, de um tempo em que era exatamente isso que eu tinha por lá: Uma mesa, cadeiras e alguns enfeites sobre ela. Mais nada!

Mas, podem acreditar,  já tinha sido pior. Antes disso a sala tinha virado praticamente um depósito, para lá ia tudo que eu não sabia onde colocar. Claro que essa situação expressava os conflitos que ocupavam o meu coração naquele momento.

Como estou cada vez mais convicta de que cuidar do lugar onde moramos é uma maneira de nos acarinharmos, nos valorizarmos e trazer um pouco de paz aos nossos corações, decidi, em meio a mais uma enorme crise existencial,  que a situação tinha que mudar. Voltei a cuidar mais do meu cantinho.

DSCF6742

O maior “investimento” na busca de uma casa com a minha cara e que me trouxesse paz começou muito focado nas plantas e no quintal.  Mostrei mais um pouquinho dele aqui.

DSCF6895

Aos poucos estou, finalmente, cuidando também dos cantos interiores. E a sala tem merecido atenção especial. Já faz um tempo que venho tentando deixá-la mais simpática e acolhedora.

Tentei com umas cortinas de bambuzinho (que herdei do ex-marido), mas não me acostumei, deixavam o espaço muito escuro para o meu gosto.Cortina de bambuzinho 2

Uma das coisas que fiz e adorei  o resultado foi colocar uma rede (que esteve encostada por muito tempo, só ocupando espaço no armário). DSCF5421

Essa foto ai de cima fiz quando, junto com os netinhos, enfeitamos a sala para nossa festa de Ano Novo

Quando decidi usar as flores de papel para colorir a minha sala… DSCF7394 (3) …aproveitei para mudar a cortina. Me lembrei de uma de crochê / barbante que fiz já faz um tempão e que como a rede ficou anos guardada no fundo do armário. DSCF7668 (2)

DSCF7673 (2) Em vez de costurar as argolas eu as amarrei com fitinhas coloridas. Sem nenhuma modéstia, ficou linda!!!! DSCF7640 (2) Bom, já que comecei… Bora fazer mais!

A filha andou reclamando a falta de um tapete sob a rede. O piso frio no inverno deixa o ambiente bem gelado. Eu, que sou meio implicada com tapetes, acabei me rendendo à solicitação da  mimadinha da filha mais nova,  desenterrei um tapete que estava guardado há um bom tempo (parece que vocês já ouviram essa história hoje).

É bem verdade que ele estava meio detonado… DSCF7496 Mas nada que fios e agulhas não consigam dar um jeito… DSCF7638 Cortei os pedaços desfiados, fiz uma barra de crochê e ganhamos um novo tapete… DSCF7666 A filha, com sua neura por coisas simétricas implicou com os pontos desiguais, mas eu gostei por isso mesmo. DSCF7644 Logo, logo faço alguns almofadões que irão fazer companhia para a rede e colorir um pouco o cinza do tapete.

A rede também ganhou um adereço colorido… DSCF7664 (2)

Esse divino Divino é da Flor de Abobrinha. Fiquei tão fascinada pelo trabalho que encomendei logo um para mim.

Penso que o pilão ai de baixo vai ficar bem bacana como uma plantinha. Alguma que vá bem na sombra.

DSCF7649 Uma máquina antiga pode aparecer numa foto “antiga” né! Na verdade, um truque para tentar disfarçar o quanto ela está precisando de cuidado. Mas calma né! É tudo um processo, eu chego lá! DSCF7647 (2) Esse cantinho já está por aqui faz tempo. Fotinhos dos filhos e um velho poster com um Tiê Sangue, passarinho que tem o mesmo nome da minha filha (ou seria o contrário?) DSCF7660 (2) Entrada com pequenos detalhes… DSCF7641 (2) O panô que bordei com o texto do Pepe Mujica. Adoro!!! DSCF7639 (2) E assim minha sala está mudando de cara e eu gostando do resultado das minhas invencionices. DSCF7659 (2) DSCF7662 (2) Ficaria melhor ainda com uma pintura nova nas paredes e porta. Sei que muita gente faz esse trabalho com certa facilidade, mas eu não dou conta. Já tentei, mas realmente não é minha praia, então vai ficar para quando o bolso permitir que eu contrate um profissional.

Tomara que vocês tenham gostado da minha arrumação (apesar da baixa qualidade das fotos) e, se for o caso, que sirva de inspiração para alguém que ande meio desanimado com a própria casa.

Desejo que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!

Abraços

Neusa, a Vó

Ah! Eu continuo contando com vocês para me ajudarem a divulgar o Blog. Fico grada pela colaboração.

PAP executado, sala enfeitada

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim.

Eu aposto que tem gente por aqui me achando uma descumpridora de promessas. Foi no dia 14 de maio que eu mostrei aqui qual seria o próximo PAP que eu iria tentar executar para mostrar aqui. Desde então fiquei numa correria que não consegui mostrar o resultado. Mas aqui estou eu, finalmente, para tentar apagar essa imagem furona.

Na verdade, o móbile eu fiz logo que postei a ideia…

DSCF7471 (2)

Eu resolvi fazer com 1/4 de folha, em vez dela inteira

DSCF7469

e, no lugar das “gotas” preferi pendurar corações

DSCF7470

Finalmente eu tinha feito as fotos, mas já havia passado tanto tempo que comecei a ficar com vergonha de vir aqui mostrar um simples móbile  feito de papel de seda. Resolvi então fazer vários… Fiz mais 13.

DSCF7392 (2)

Essas ficaram um pouco maiores porque fiz com metade das folhas. A questão agora era o que fazer com tanta flor de papel?  Muito sem graça só fotografar para mostrar aqui…

DSCF7387

E já que eu acionei minha escada ninja resolvi pirar na batatinha e usar as flores para enfeitar a minha sala.

DSCF7392 (3)

Eu, na verdade, me inspirei nessa imagem ai de baixo…

… só que com netinho circulando pela casa, não poderia fazer isso por aqui. Não iria durar muito, por isso resolvi deixar num canto e no alto.

 

DSCF7410 (2)

DSCF7394 (3)

Um pouco exagerado? Pode ser! Mas, estou gostando viu!!!! E o netinho mais novo também.  Quando chegou aqui e viu as cores ficou todo feliz.

E já que enfeitei o canto, resolvi fazer mais… Colocar uma cortina… Mas essa é uma outra história que conto semana que vem,  junto com a explicação de porque uma cama na sala 🙂

Gostaram? Me acharam doida? Podem acreditar, eu sou mesmo!!!

Minha próxima experiência vai ser com carimbos totalmente artesanais como esse ai de baixo.

Tomara que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO NO MUNDO TODO!!!!

Abraços

Neusa, a Vó

Bonecas para as próximas gerações

Olá!

Na luta? sempre, né!!!!

Hoje quero falar com vocês, mais uma vez, sobre as bonecas que gosto de fazer. Já disse que as minhas preferidas são as pretinhas, mas elas não são as únicas da turma. Vez ou outra sai uma branquelinha bem charmosa.

DSCF1051

Quando estou a criar esses pequenos seres (bonecos e bichinhos), tenho sempre em mente que gostaria que eles ultrapassassem mais de uma geração. Em tempos em tudo é ou está se tornando descartável a Vó Neusa trabalha para que suas crias, em especial as bonecas, sobrevivam para contar histórias.

DSCF4739

As costuras são reforçadas, os tecidos escolhidos com cuidado. No caso das bonecas e bonecos o tempo para gerá-los acaba sendo quadruplicado por conta das cabeleiras. Minhas crias tem cabeleiras fortes, não ficam carecas (apesar de eu não ter nada contra os carecas), os cabelos são costurados com linhas reforçada, uma a um. Resistem ao tempo e à criançada.

DSCF0833

DSCF5106 (2)

Vivi tempos em que as crianças, volta e meia, encontravam escondidos nos armários, ou eram presentados com brinquedos que tinham sidos os preferidos dos pais quando estes também eram crianças. Ao contrário de hoje, havia brinquedos que duravam “pra sempre”.

DSCF0892

Não, não faço o estilo saudosista. Não sou das que acha que os tempos passados eram muito melhores do que hoje. Cada tempo tem suas mazelas e suas belezas. Apenas acredito que cuidar das lembranças, cuidar das histórias passadas é uma forma bacana de  viver o presente de forma plena, ao mesmo tempo em que preparamos um mundo melhor para as próximas gerações (e esse deveria ser o compromisso maior de cada um de nós).

DSCF4982

DSCF4980

O conhecimento e a compreensão das histórias da conquistas sociais nos constitui como um povo melhor,  já as carinhosas lembranças do campo pessoal, as que despertam nossa memória afetiva, nos ajudam a sermos pessoas melhores e, portanto, mais comprometidas com as futuras gerações e assim vamos formando uma espiral que nos fortalece como indivíduos e como grupo social. É nisso que eu acredito e é nessa perspectiva que gero minhas crias.

DSCF7333

DSCF7330

DSCF7328

É isso gente. Quando forem presentear os pequenos que fazem parte da vida de você pensem no sentido querem dar a esses presentes. Pensem que brincar é uma maneira linda de aprender e que os brinquedos dizem muito de como estamos contribuindo para a formação de nossas crianças.

Desejo muito que esse seja um BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUDO TODO.

Abraços

Neusa, a Vó

Ah 1: Estou devendo mostrar para vocês a proposta que me fiz aqui. Os móbiles estão prontos mas não deu tempo de fotografar. Vou providenciar para essa semana ainda.

Ah 2: Não se esqueçam de me ajudar a divulgar o blog por ai. Fico muito agradecida pela colaboração.

De mãe pra filha, no dia das mães

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!

Hoje quero mostrar uma cria gerada para presentear minha filha no dia das mães.  Além disso, estou em falta com o “Eu fiz, eu vou fazer”, na correria para realizar o sorteio mostrei o “último” que fiz aqui, mas não apresentei uma nova proposta, então vou fazer isso também.

O Presente para a filha foi uma montagem de fotos dela junto com o netinho. Fotos que foram feitas ao longo do último ano (2013/2014). São fotos caseiras, sem muita qualidade técnica, mas carregadas de emoção. Fotos que registram momentos de carinho e, algumas, de intimidade entre os dois. Na verdade, a filha implica com pelo menos uma delas e, provavelmnete, vai me odiar por mostrar ela aqui, mas eu gostei tanto do resultado na montagem que fiz que não resisti e resolvi mostrar pro mundo para vocês.

DSCF7063

DSCF7054

DSCF7060

DSCF7059 (2)

 

DSCF7062 (2)

Em tempos de porta retratos digitais, pendurei fotos em um galho seco e enfeitei com jatobás.

Os jatobás nas pontas, além de completarem o ar rústico que eu planejei, servem também como “peso” para que as fotos não fiquem “voando” demais.

Eu juro, ficou lindo!

E agora, antes de me despedir, a proposta de trabalho para a próxima semana. Como sempre algo muito simples, mas achei o vídeo fofo e como não costumo trabalhar com papel, resolvi tentar.

Massa né?!

Espero que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!

Abraços

Neusa, a Vó

ah! 1 Por favor, divulguem o blog por ai. É bacana ver gente nova se aproximando. Ficarei grata!

Garrafinhas enfeitadas e enfeitando

Olá!

Hoje vou mostrar para vocês o resultado do “desafio” que me propus aqui.

 

Quando escolhi esse PAP, simples e barato do jeito que eu e minha carteira gostamos, estava pensando numa mania que tenho: presentar os amigos quando os recebo aqui em casa e/ou quando  sou eu a vistá-los.

DSCF0750

Panôs de peixinhos foram presentes para os amigos no início de 2013.

DSCF3491

Esses corações dei de presente para os meus amigos no meu aniversário, em agosto de 2013.

Os amigos mais próximos irão dizer que apesar de ser verdade o lance de presentar, isso quase não tem acontecido porque ando muito reclusa. Ao que eu respondo: tenham paciência comigo, aos poucos estou voltando.

E por falar em voltar… Voltemos às garrafinhas. Não bebo nada alcoólico e não sou muito de consumir refrigerantes, então aqui em casa quase não entram garrafas de vidro, a não ser as garrafinhas de azeite.  Vez ou outra compro desses refrigerantes que andam meio na moda pelo tal ar vintage que carregam.

DSCF6937

Eu compro porque gosto mesmo do sabor tipo “tubaína” heheh!

DSCF6938

Não adianta ficar botando reparo na bagunça porque esse é uns dos cantos de lixar, pintar, plantar, etc… etc…

DSCF7043

Apesar de serem poucas garrafinhas, “fiz a festa” com elas…

DSCF7027

Deu até vontade de fazer uma produção para as fotos… Fiz essa toalha especialmente para esse post.

DSCF7042

Usei tinta vitral para colorir essa ai. Azul e preto ficou lindo!!! Esse coraçãozão não é montagem não… é de cartolina colado num palito de churrasco. Achei divertido o efeito que deu na foto!

DSCF7041

Só com as etiquetinhas prata e dourada.

DSCF7040

Flores de Papel de Seda e de paninhos se juntam às etiquetas de bolinhas..

DSCF7039

De pertinho I

DSCF7038

De pertinho II

DSCF7037

De pertinho III

DSCF7032

Lindinho o passarinho de feltro com o pequeno arranjo de sempre vivas que vieram na embalagem de um presente que ganhei de um amigo muito querido.

DSCF7035

Além da toalha nova, também comprei flores.

DSCF7030

Todas juntas.

DSCF7026

Com minhas plantas lindas e esses enfeites amorosos, até o muro descascado fica charmoso…

Já pensaram? Espalhar pela casa garrafinhas enfeitadas que seus amigos poderão levar de lembrança? Mimos simples, baratos e cheios de carinho.

Não disse que apesar de PAP ser hiper simples as ideias estavam interessantes?

Tomara que vocês se sintam inspirados e colocar a mão na massa, ou, nesse caso, nos vidros e tudo que puder enfeitá-los. Não sei se vocês notaram, mas tem até uma garrafinha que foi enfeitada apenas com um laço de fitas e flores de pano,  já fiz faz um tempo, mas não quis deixá-la longe das novas companheiras.

Desejo de coração que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!!!

Abraços

Neusa, a Vó

ah! Se você gostou desse post, se está gostando do Blog, ajude a divulgá-lo… espalhe ele por ai.

ah! 2 Nesse fim de semana saberemos quem vai ganhar o que no nosso sorteio.

ah! 3 Me empolguei tanto que esqueci de mostrar qual será o próximo desafio. Vou fazer assim. No post em que eu for divulgar o sorteado eu mostro o desafio ok? Um pouco de desordem não faz mal a ninguém 🙂