Copos de Leite fazem parte das minhas memórias afetivas

Olá!

Tudo bem por ai? Tomata que sim!

Escolhi para esse domingo uma flor que me leva aos meus primeiros anos de vida.

A casa da minha vó, onde vivi grande parte da minha infância, tinha um belo jardim na frente e quintal grande com frutas, parreira e galinheiro.  Os Copos de Leite é uma das plantas que me recordo ter visto por lá.

Nas minhas lembranças só aparecem Copos de Leite brancos, o nome inclusive aponta para isso não é mesmo?…

 …Mas, descobri que, assim como existem hoje leite de várias cores e sabores, também existem Copos de Leite de cores diferentes: “O copo-de-leite colorido é originário da variedade Zantedeschia aethiopica (o conhecido copo-de-leite branco). As novas cores são obtidas em laboratório, com o processo de alteração genética.” (Informações que copiei daqui)

 Parece ser uma planta relativamente fácil de ser cultivada: “Tanto em vasos, como em canteiros, o copo-de-leite precisa ser plantado em local que receba sol pleno somente durante a metade do dia, pois não suporta sol direto o dia todo. O espaçamento ideal para o plantio dos bulbos é de 20 cm entre as plantas. As flores se abrem cerca de 60 a 90 dias após o plantio dos bulbos e se mantêm por cerca de 30 a 40 dias. Uma das razões para o sucesso dessa planta é, justamente, sua durabilidade em vasos e arranjos florais. Além de florescer o ano todo, pode atingir até 90 cm de altura, desde que plantada em solo fértil e receba a devida proteção contra o excesso de sol. A rega é importante e deve ser frequente para que o solo fique constantemente úmido.” (Dicas que copiei daqui).

Pronto, tá feito o “estrago”, mais uma que deu vontade de ter aqui em casa 🙂

Tomara que vocês tenham gostado.

Desejo que este seja UM BOM DOMINGO PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!

Abraços!

Neusa, a Vó.

Lembrando que, como sempre, clicando nas imagens vocês chegaram os lugares de onde as recolhi.

Anúncios

Amo flores nas janelas

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!

Estou sempre falando do quanto gosto de plantas e do bem que faz ter elas por perto. Fico com medo de passar a impressão de que sou uma boa cuidadora de plantas. Não sou!

Mesmo gostando de comprar novas mudinhas de plantas, a maioria não vai pra frente. Aqui em casa o que “funciona” mesmo são as plantas que praticamente sobrevivem sozinhas.

Acho que o problema já começa com o fato de que as plantas que hoje encontramos para comprar são produzidas para durarem pouco e cada tipo necessita de um tipo de produto químico específico que irá garantir sua vitalidade durante seu curto círculo de vida. Na verdade a coisa já começa com o fato de “comprarmos mudas” né! Nos antigamente a gente ganhava / pedia / roubava mudas da vizinhança.

Como já comentei aqui no blog, o único fertilizante que eu uso é o fertilizante orgânico feito da mamona.

DSCF8286

Este foi o que comprei dessa vez. Mas eu ainda não sou fiel a marcas, só ao tipo de produto.

DSCF8287

É que não vejo muito sentido em sendo vegetariana usar nas minhas plantas fertilizantes que tem entre seus componentes “farinhas de osso” por exemplo;  também acho estranho usar nas plantas fertilizantes que, para sua produção causam danos à natureza, como é o caso de quase tudo que é produzido pelas industrias químicas mundo a fora. Ah! Eu também, sempre que é possível, prefiro me tratar com homeopatia.

Não estou dizendo que os produtos que uso são todos “santos”, eu sei que não. Mas ao menos faço um esforço para diminuir o impacto dos males que a minha existência causa ao mundo à minha volta. Sou das que acredita que existem ações que, apesar de começarem como atos mais simbólicos que práticos, ajudam a mudar/melhorar o mundo. É como eu disse ontem Somos pouco, muito pouco, quase nada… Mas podemos e devemos fazer e ser a diferença!

Mas, insisto, eu adoro o colorido das flores. Quem sabe um dia não faço um curso de jardinagem “orgânica”. Em quanto isso vou me divertindo com meu “matinhos” mesmo e, embora não seja muito coerente com as minhas práticas, vou me deliciando com as belas imagens que encontro na Internet. Digo que não é coerente porque muitas dessas plantas que acho lindas só ficaram assim às custas de muita química 😦 Mas eu também não sou santa né!!!!!

Hoje vamos novamente de janelas floridas (já fiz um post com esse tema aqui). Acho lindas e estou na luca para encontrar o que funciona nas minhas duas janelas dos quartos. Uma delas, apesar de ser bastante clara, não recebe quase nada de sol, a outra, ao contrário, convive que todo o sol da parte da tarde. Como ainda não acertei com elas, continuo viajando nas janelas alheias.

Desejo que esse seja um BOM E FLORIDO DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!!!

Abraços

Neusa, a Vó!

Jardinagem também pode ter um efeito terapêutico

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!

Gente, só para variar, estou passando por uma fase de rever ideias e e objetivos. Cabeça sempre inquieta e querendo sabe-se lá o que. Isso, no meu caso, sempre resulta de sintomas físicos e alteração de humor. Acho que com o aniversário, que acabou de acontecer, a coisa ficou ainda mais complicada (seria o tal Inferno Astral?). Como dizem por ai, não é fácil se quem somos.

Essa “agonia” em busca de novos horizontes tem me tirado um pouco o desejo de escrever. Tenho bordado, costurado, plantado, arrastado e pendurado… Mas estou escapando de compartilhar por aqui. Se por um lado é ruim porque o o Blog fica um pouco parado, penso que tem o lado bom que é o de estar armazenando coisas na cabeça e no coração… Uma hora isso vem à tona. Talvez na primavera né!

Porque vocês podem não acreditar, mas ela, a primavera, está quase chegando. É sério gente, num piscar de olhos setembro estará entre nós 🙂

E… dizem os especialistas que esta é uma boa época para plantar e replantar… Acho que quem ainda está enrolando para começar a cultivar uns vasinhos, ou quem anda deixando meio abandonados os que já tem, devia começar a se preparar para colocar seu lado jardineiro para funcionar a todo vapor.

Mão na terra 01 Mão na terra 03 Mão na terra 04 Mão na terra 05 Mão na terra 06 Mão na terra 07 Mão na terra 08 Mão na terra 09

Mão na terra 11

Mão na terra 10

Mão na terra 12

Vocês já devem ter ouvido falar que colocar as mãos na terra – no meu caso literalmente, sem usar luvas –  é uma forma de terapia. … Ajuda no tratamento de doenças físicas e da mente.

Reza a lenda que foi no contato com a natureza que Van Gogh encontrou alguns dos seus momentos menos aflitivos e, também, mais criativos.

vah gogh_mãos na terra 2

Oliveiras com o céu amarelo e o sol. Pintado em novembro de 1889, durante uma das várias internações de van Gogh no sanatório de Saint-Rémy.

vah gogh_mãos na terra

IRIS, o quadro foi pintado apenas um ano antes da morte de Van Gogh em 1890. Ele estava internado num asilo em Saint-Rémy-de-Provence e acreditava que continuando a pintar evitaria ficar doente.

Desejo do fundo do meu inquieto coração que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO.

Abraços

Neusa, a Vó!

Ah! Como sempre, clicando nas imagens vocês serão direcionados aos lugares de onde as recolhi. Também queria dizer que o fato de eu coletar as imagens em alguns sites e blogs não significa necessariamente que concordo com seus conteúdos/ideias.

Verde que te quero em casa

Olá!

Tomara que tudo esteja bem por ai.

Já faz um tempinho que não posto imagens de plantas dentro de casa… Aliás, aqui em casa também elas estão faltando. Embora eu já tenha prometido um monte de vezes mudar isso a coisa continua na mesma: no quintal várias, dentro de casa nada 😦

Como esse Blog tem servido para me estimular a fazer muita coisas que nunca fiz ou que enrolo pra fazer, este post, além de procurar colorir o domingo de vocês, serve também pra ver se eu me animo esverdear o interior da minha humilde residência.

dentro de casa 01

dentro de casa 08

dentro de casa 02

dentro de casa 09

dentro de casa 03

dentro de casa 04

dentro de casa 05

dentro de casa 06

dentro de casa 07

dentro de casa 10

Assim eu vou me inspirando e espero que quem por aqui passar também se inspire.

Ah! tem mais uma coisa: às vezes vai acontecer de aparecer ideias que já mostrei em outro post… Eu me atrapalho mesmo. Mas este é um blog que, além de feito com muito carinho, serve também me divertir, então não fico cultivando a neura de conferir tudo a cada momento.

Termino desejando que esse seja um BOM DIA PARA TODO  MUNDO DO MUNDO TODO.

Abraços

Neusa, a Vó!

Sempre lembrando que ao clicar nas fotos vocês serão direcionados aos lugares de onde elas foram recolhidas.

Ibiscos, belos e fortes

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim. E, como eu sempre digo, se não estiver vamos fazer com que fique.

Semana passada fiz um post sobre cercas vivas. Me lembrei de uma que tínhamos na casa em que passei minha juventude, lá na bela Ilhabela. Uma cerca viva de hibiscos.

Claro que a casa que eu morei era bem mais modesta do que essa ai.

Quando vejo sua flores, sempre me lembro filmes que se passam no Havaí, que eu assistia na seção da tarde. Mas, pesquisando para este post descobri que é originária da Ásia.

hibiscos 02

Apreciadora de climas tropicais, se deu bem por aqui. Ficou um pouco com a cara do povo brasileiro.  Talvez por ela ser forte, aguentar bem os trancos da vida de uma planta de jardim. Não precisa de muitos cuidados e até aguenta um certo nível de falta de chuvas.

Da categoria dos arbustos ela também se da bem em vasos.

hibiscus 03 hibiscus 04

hibiscos 05E, mais uma vez o blog me ajudando a superar parte da minha imensa ignorância. Descobri que tem também funções fitoterápicas. Mas nesse caso não vou me arriscar a colocar links aqui. Deixo que vocês busquem no “São Google”. assim não corro o risco de indicar alguma bobagem de um assunto que não domino nada.

Antes de me despedir, mais algumas belas imagens dessa planta super democrática.

hibiscos 06

 

hibiscos 07 hibiscos 08 hibiscos 10 hibiscos 11Lindos né!!!!

Desejo que este seja um BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO.

Abraços

Neusa, a Vó

As cercas das vidas dos meus sonhos

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!

Ando meio sumida daqui porque ando muito cansada… Corpo não está dando conta do recado. Fiz uns exames e como eu imaginava minha anemia voltou e eu preciso me cuidar. Vou fazer isso!

E enquanto isso, no reino do $$$$, vamos nos conformando em viver numa sociedade que, para gerar lucro em cima de lucro, insiste em valorizar as coisas em detrimento das pessoas. Enquanto isso durar vamos ter que conviver cada vez mais com muitas grades e muros. Acho isso muito triste e, deve ser por isso que, não me canso de lutar por um mundo muito diferente.

DSCF5563

Não me canso de apreciar e mostrar o panô com as palavras do Pepe Mujica, presidente que Uruguay. palavras que me inspiram cotidianamente.

Quanto menos coisas a gente desejar e tiver, menos coisas poderão nos tirar e ai não vamos mais precisar de tantos muros e grades… Eles poderão ser substituídos por plantas e flores…

CercaViva 6 CercaViva 7 CercaViva 8 CercaViva 9 CercaViva 11 CercaViva 13 CercaViva 14 CercaViva 15 CercaViva 16 CercaViva10 CercaViva 1 CercaViva 2 CercaViva 3 CercaViva 5

Cercas vivas poderiam proteger nossa privacidade, encantar nossos olhos, alegrar nossos corações sem nos aprisionar. Hoje elas ainda convivem com os muros e a grades, sonho com os dias em que elas também serão livres.

Desejo que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO, sonhando, entre outras coisas, com o dia em que o Povo Palestino possa, finalmente, ver suas crianças crescerem em paz.

Abraços

Neusa, a Vó!

Piracicaba (ainda) uma cidade de muitas árvores

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!

O post de hoje é uma mistura de homenagem e lamento.

É que por aqui, nos últimos tempos, algumas ações da prefeitura local tem causado polêmica e entristecido gente que, como eu, gosta de ruas verdes e floridas.

árvore largo dos pescadores

O Largo dos Pescadores, às margens do Rio Piracicaba, era assim até há alguns dias…

corte de arvore largo dos pescadores

Agora, o Largo está assim.

árvores cortadas piracicaba

Avenida Independência, uma das principais da cidade. Sob argumento “técnico” de que estavam condenadas, árvores foram cortadas.

Mas, a imagem de uma das árvores cortadas, na minha opinião, coloca em dúvida os tais laudos que diziam que as árvores estavam condenadas

árvore sadia av indep

Essa, definitivamente, não me parece a imagem de uma árvore doente.

E, parece, algumas realmente apresentavam problemas, mas vejam o que diz um outro olhar “técnico”…

árvore cortada com cupim

“Algumas árvores, como dito anteriormente, apresentavam pedaços ocos em seus troncos, conforme foto a seguir; outras, problemas menores. Pouquíssimas apresentavam problemas considerados “sérios”. Observe a foto a seguir. Embora atacada por cupim, será que seria realmente necessário matá-la para prevenir uma possível futura queda? Devemos lembrar que recentemente uma chuva forte derrubou um pedaço do muro do cemitério e essas árvores continuaram de pé (assim como o “Chichá do São Dimas”, que recentemente foi condenado à morte e que continua de pé).”(Retirado daqui)

Então, vamos nos deliciar com algumas belezuras da cidade, antes que os técnicos que costumam ser ouvidos pela administração local condenem todas elas ao corte.

Um aviso aos navegantes: a partir daqui as fotos foram feitas por mim 🙂

DSCF6220 DSCF2606 DSCF2103 DSCF1640 DSCF1639 DSCF1630 DSCF1623 DSCF1365 DSCF0444 DSCF4335 DSCF4334 DSCF7777 DSCF5638

Vou ficando por aqui, desejando que a cidade possa contar com “técnicos”  mais apaixonados pela cidade que por seus cargos.

Desejo que esse seja um BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!

Abraços

Neusa, a Vó

Cantos verdes para ler, conversar, pensar, contemplar… Pode escolher!

Olá!

Tudo bem por ai? Tomara que sim!

Ainda me sinto um pouco cansada, mas nada comparável com os últimos dias. Por aqui a gripe, que está indo embora, me derrubou. Deu uma preguiça danada. Moleza no corpo. Só queria saber de cama. Fiquei sem ânimo para escrever, por isso o blog meio abandonado. Mas eu bordei bastante. Depois mostro o resultado.

Mas… hoje é domingo e domingo é o dia que eu costumo olhar com mais carinho para as minhas plantas, muitas vezes o dia em que pego para ajeitar os vasos antigos e preparar novos habitantes para minha pequena floresta. Fazer isso é, também, uma forma de me energizar.

Também aos domingos, às vezes, mesmo não pretendendo comprar novas mudas (porque prefiro sempre as mudas, não me interessa trazer para casa vasos já formados), gosto de passear pelos viveiros de plantas que temos aqui na cidade, só pelo prazer de sentir o cheiro da terra e curtir as cores e formas das plantas. Foi por isso que eu decidi que domingo ia ser o dia das plantas aparecerem aqui no blog.

Para hoje fiz uma seleção com a ideia de que seria bom sentar em lugares como esses para ler um livro, conversar com amigos, pensar na vida ou, melhor ainda, simplesmente ficar contemplando as cores e formas dessas plantas/flores.

17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 5 4

Alguns dirão que os lugares também combinam com um bom café, mas como eu não tomo café, pulei essa parte 🙂

Eu não me canso de dizer que cantos como esses são totalmente possíveis e ficam sempre lindos sem que haja necessidade de móveis caros, de objetos de marcas famosas. Cadeiras velhinhas usadas, mesas gastas, vasos feitos com latas de tinta… tudo vale e fica lindo. Porque, na verdade, a beleza está mesmo é no colorido das plantas e no nosso jeito de enxergar as coisas.

Termino, como sempre, com a esperança de que postagens como esta sirvam de inspiração a cada um que passa por aqui.

Desejo de coração que esse seja UM BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO!

Abraços

Neusa, a Vó

Para chegar na origem das fotos: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13

Jeitos carinhosos de cuidar das nossas plantas

Olá! Tudo bem por ai?

Tomara que sim. Mais uma semana terminando e outra começando… O tempo pode até não existir, mas que ele anda correndo cada vez mais, isso anda viu! Na semana que entra estaremos terminando mais um mês… daqui a pouco é meu aniversário e logo chegaremos ao final do ano. Coisa de doido sô!

Nessa semana estive assistindo vídeos sobre cuidados com as plantas, postados pela Carol Costa do portal “Minhas Plantas”. Selecionei alguns que achei bem legais e resolvi compartilhar com vocês.

A Carol Costa tem um trabalho forte em relação às orquídeas, mas eu escolhi colocar aqui outros temas. Tomara que vocês gostem e que eles sejam úteis de alguma maneira para todo mundo que passar por aqui.

O primeiro vídeo é de 2011, quando o blog da Carol ainda se chamava Guidaste. Neste vídeo vamos aprender algumas formas simples de combater os sempre indesejáveis pulgões, sem “venenos do mal” como diz a Carol.

No próximo vídeo, dica de como aumentar a umidade dos vasos nos períodos mais secos do ano. Acho que deve funcionar bem também para quando a gente vai fazer pequenas viagens.

Agora um em que a Carol ensina a montar um Terrário…

O próximo trata de algo que está muito na moda: horta na cozinha.

Como boa vó que sou, ou pelo menos acho que sou, gostei das dicas sobre usar as plantas carnívoras para introduzir as crianças na paixão pela jardinagem.

Finalmente, deixa eu contar uma história para vocês. Na verdade, a ideia desse post com esses vídeo começou porque eu fui pesquisar sobre plantas para banheiro. Ando querendo ter uma plantinha no meu pequenobanheiro. Pequeno e com pouca luz natural… Foi pesquisando sobre as possibilidades que cheguei no vídeo ai de baixo e, como eu disse, tive a ideia desse post. Bora ver o culpado?

Então, gostaram? Vão colocar alguma dessas ideias em pratica? Tomara que sim!

Vou ficando por aqui, desejando que esse seja um BOM DIA PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO.

Abraços!

Neusa, a Vó.

Gatos e plantas, dicas para uma boa convivência

Olá!

Tomara que tudo esteja bem por ai e que a semana tenha sido bacaba em todos os sentidos e, como eu sempre digo, se não foi, bora fazer com que a próxima seja.

O post de hoje vai ser um pouco diferente dos de outros domingos. Eu, geralmente, me preocupo apenas em escolher imagens bacanas que nos estimulem a termos e cuidarmos de plantas nas nossas casas porque acho tenho  certeza que isso nos faz um bem danado.

Dessa vez vou focar na relação dos felinos com nossos vasos. É que dia desses minha amiga Bete pediu ideias de  “Como impedir que os gatinhos subam em um vaso de planta? Eles acabam com minhas plantas de dentro de casa,eu gosto dos gatos e das plantas,queria ambos dentro de casa.”

Não tenho gatos, nem caninos, nem bichinho nenhum em casa então parti mesmo foi para pesquisa na Internet. E não é que encontrei umas ideias bem curiosas? Se dão realmente certo eu não posso afirmar, mas o jeito é tentar né!!!!!

Uma das dicas que encontrei foi a de disponibilizar mais de uma caixa higiênica pela casa.  Outra, difícil de ser colocada em prática no corre corre do nossos dias, é borrifar água no focinho deles no exato momento em que estiverem tentando cavocar a terra.

Uma ideia que achei curiosa foi a de cobrir a terra em volta das plantas com pinhas. Dizem que quanto mais espinhosa melhor. Também indicam que se coloque um pouco de ração sobre a terra. Os gatos não fazem xixi nem coco no lugar ondem comem.

Parece que cheiros cítricos também espantam os bichanos, então tem gente que indica o uso de spray de citronela ou mesmo colocar cascas de laranja e/ou limão nos vasos.

Aqui em baixo, duas soluções um pouco radicais. Na primeira fios de nylon entrelaçados impendem que os gatos cavoquem a terra. Na segunda, a tampa do pote de sorvete foi transformada numa espécie de grade. As plantinhas crescem pelos vãos e não tem como a terra virar banheiro de gato. Li também sobre usar tela mosquiteiro e de galinheiro para proteger a terra dos vasos.

Esteticamente questionável, mas já que li, vou reproduzir: colar fita dupla face na beira dos vasos. os gatos, parece, se sentem incomodados com as patinhas grudando na fita.

Existem à venda nos  pet shops produtos de gosto amargo que podem ser espirrados nas plantas, mas ai corre-se o risco de algumas delas  serem mais sensíveis a eles, é preciso cuidado.

Quase todos que trataram do assunto falam em oferecer mais brinquedos para os bichanos, distrair a atenção dos danadinhos.

Essa foi das mais curiosas: espetar garfinhos de plástico nos vasos, em torno das plantas. Será? Achei a ideia engraçada.

Um alerta que encontrei foi de que, se o gato fez caca nos vasos o jeito é trocar a terra porque se não ele vai continuar sendo atraído pelo cheiro que vai ficar. Aliás, acho que deve ter que trocar mesmo porque o cheiro do xixi de gato parece que vai ficando cada vez mais forte, nem  a gente aguenta.

Li que os gatos não gostam de espelhos, não gostam de ser ver refletidos, na verdade porque acreditam que seja um outro gato. Então tem quem indique que se coloque papel alumínio em volta dos vasos. Mais uma daquelas dicas de gosto duvidoso, né! No áudio que estou indicando ai em baixo tem uma outra dica nessa linha, achei bem curiosa então vou deixar vocês curiosos também.

Quem clicar nessa imagem ai de baixo vai encontrar um áudio bem bacana com a Carol Costa do site Minhas Plantas. Ela dá dicas muito legais, como a de usar cravo da índia ou canela em pó (na linha de que eles não gostam dos cheiros fortes). E ai eu ainda descobri que a canela em pó ainda tem a vantagem de ser fungicida e de ajudar as orquídeas a produzir mais flores. Adorei.

UM ALERTA CONSTANTE:  Não são só os gatinhos que podem fazer mal às plantas a recíproca também é verdadeira. Então muito cuidado com o tipo de planta que vamos ter em casa e, também, adubos e fertilizantes, alguns podem até matar os bichanos.

Bom gente! Eu mostrei aqui apenas algumas das ideias de como afastar os gatinhos dos vasos, evitando o mal cheiro e a destruição das plantinhas, mas se vocês clicarem nas imagens serão direcionados aos blogs onde elas foram publicadas e na maioria deles vocês irão encontrar outras dicas sobre esse assunto.

Preciso dizer que fiquei feliz em escrever esse post. Por mais simples que ele possa parecer para alguns de vocês, para mim ele tem um significado especial porque foi a primeira vez que alguém me pediu uma ajuda/dica por aqui e eu, quem me conhece sabe, adoro poder ajudar as pessoas. Então: Bete, grata pela oportunidade!

Desejo que esse seja UM BOM DOMINGO PARA TODO MUNDO DO MUNDO TODO. Podem acreditar isso não é só uma frase para fechar o post, é algo que carrego no meu coração cotidianamente.

Abraços

Neusa, a Vó